quinta-feira, 10 de agosto de 2017

RECOPI NACIONAL conclui adesão de todas as Unidades da Federação

Próximo passo é a regulamentação nos estados do Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Rio Grande do Sul, Roraima e Tocantins

O RECOPI Nacional - Sistema de Registro e Controle das Operações com o Papel Imune Nacional - deu um grande passo no combate aos crimes de evasão fiscal, com a confirmação da adesão do estado de Roraima às disposições do Convênio ICMS nº 48/2013, que disciplina o credenciamento do contribuinte que realiza operações com papel destinado à impressão de livro, jornal ou periódico. A adesão do estado da região Norte era a última que restava para que todas as 27 Unidades Federativas fossem signatárias do Convênio.

“A conclusão do processo de adesão no Brasil é um grande marco no combate do desvio de finalidade do Papel Imune, porém, para que esta ferramenta ganhe efetividade no combate à irregularidade, é fundamental que os governos estaduais regulamentem os processos, editando os decretos que recepcionarão estas regras”, comenta Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da Ibá. Além de Roraima, que aderiu ao convênio recentemente, outros sete estados ainda não regulamentaram o sistema: Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Rio Grande do Sul e Tocantins.


O Papel Imune 

Amparado pelo Artigo 150 da Constituição Federal - que veda instituir imposto sobre livros, jornais, periódicos e ao papel destinado a sua impressão -, o chamado Papel Imune tem o objetivo de ampliar o acesso à cultura e garantir a liberdade da manifestação de pensamento e o fortalecimento da educação. 

A imunidade tributária, que inclui isenção de impostos como o IPI, PIS/Cofins, ICMS e o Imposto de Importação, representa, em média, uma diferença de até 36% da carga tributária, quando comparada aos tributos pagos pelo papel comercial. Porém, este benefício estimula ações ilegais de desvio de finalidade do papel imune, sendo utilizado de forma irregular por alguns agentes que o adquirem para supostamente produzirem livros e periódicos, mas que usam o material para outro fim. Isso faz com que não recaia sobre essas operações a incidência dos impostos, resultando em crimes de evasão fiscal e causando sérios prejuízos aos cofres públicos e a toda cadeia produtiva do papel, cumpridora de suas obrigações fiscais e sociais. 

A própria Receita Federal decretou, para este ano, o desvio de finalidade do papel imune como um dos principais alvos de fiscalização, o que é extremamente importante para o combate a esse crime contra a ordem tributária.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Em setembro, manroland do Brasil terá novo diretor-presidente

Paulo Sérgio Raimundo, profissional com mais de 20 anos de experiência no ramo gráfico como colaborador da manroland, assume em setembro o cargo de diretor-presidente da manroland do Brasil.


Raimundo substitui Bruno Garcia que, após 5 anos como diretor-presidente da manroland do Brasil, deixará o cargo para assumir novos desafios dentro do grupo Langley.

EFI participa da 1ª Semana Inova Klabin

Com o objetivo de debater as tendências do mercado de papelão ondulado e apresentar o seu portfólio completo para o segmento, a EFI foi convidada para o evento “1ª Semana Inova Klabin”. Com a participação de executivos da Klabin e convidados, o encontro acontecerá no recém-inaugurado Centro de Tecnologia da fabricante de papel e celulose, na cidade Telêmaco Borba, no Paraná, entre os dias 15 e 17 de agosto.

No primeiro dia do encontro (15/08), os participantes conhecerão, no espaço EFI, os novos equipamentos e soluções desenvolvidos pela multinacional americana para a produção de ponta-a-ponta de embalagens de papelão ondulado. Entre os destaques, uma equipe de especialistas do Brasil, Espanha e México apresentará o software Corrugated Packaging Suite e aplicações realizadas na impressora EFI Nozomi C18000, lançada na feira Drupa e destaque em diversos eventos ao redor do mundo.


Organizado pela Klabin, o evento terá debates e fóruns sobre tecnologias e tendências, além de discutir a produção de papéis e cartões para embalagem, embalagens de papelão ondulado e sacos industriais. 

Arcus Indústria Gráfica, de Santa Catarina, moderniza e amplia seu parque gráfico com Heidelberg

Fundada em agosto de 1988 no Extremo Oeste de Santa Catarina, a Tipografia Arco Íris, empresa familiar comandada pela família Barozzi, tinha como objetivo entrar no mercado gráfico regional, produzindo impressos com qualidade e rapidez. Como a maioria das empresas do ramo, o início foi extremamente difícil, pois na época a empresa se resumia em uma pequena tipografia com pouca estrutura. Em fevereiro de 1996, os diretores optaram por abrir uma filial da empresa em São Miguel do Oeste, que foi denominada Arco Iris Gráfica & Editora Ltda.

Em 2002 a Arco Iris mudou para Arcus Indústria Gráfica Ltda, que representava um novo posicionamento. Com o lema, "É preciso mudar para fazer a diferença, porque só as melhores evoluem”, em 2005 a Arcus instalou uma moderna gráfica na cidade de Chapecó, Santa Catarina, com foco em crescimento e inovação.

Um dos segredos foi a adaptação da empresa às novas exigências do mercado. Segundo Cidnei Luiz Barozzi, diretor administrativo, a Arcus iniciou um processo de reposicionamento: “Somos uma empresa de soluções e não apenas uma gráfica. Em nossa carteira de clientes aplicamos B2B especialmente para empresas de porte maior, as que utilizam embalagens,  editorial e agências de publicidade”, diz.

Para Cidnei, o grande motivador da Arcus é a união familiar: “Nossa família é muito unida e participa das decisões e do dia a dia da gráfica, e essa união se faz sentir no ambiente da empresa. Além disso, temos uma outra “família” muito maior: nossa equipe. Os colaboradores da Arcus formam um grupo altamente profissional e realmente ‘vestem a camisa’ para atender melhor o cliente”. Para o diretor da Arcus, equipamentos modernos e harmonia da equipe é que fazem o sucesso da Arcus. 

A Arcus adquiriu recentemente equipamentos de impressão e acabamento que vieram se juntar a outros equipamentos Heidelberg da empresa e, segundo o diretor Cidnei, já estão sentindo uma maior produtividade e, consequentemente, um grande aumento na força de vendas. “Realizamos uma pesquisa de mercado que nos mostrou que os investimentos aumentariam nossa produtividade, garantido maior rapidez nos prazo de entrega. 

A familia Barozzi que comanda a gráfica: Ervino, Teresinha, Daiane, Elizandra, Marlusa e Cidnei

Pesquisamos fornecedores de equipamentos a nível mundial, e quem nos mostrou que poderia nos atender em todas as áreas foi a Heidelberg. Nossa empresa trabalha com três divisões: editorial, promocional e embalagens, e estes novos equipamentos nos trouxeram maior facilidade no setor editorial e promocional. O que nos impressiona nos equipamentos Heidelberg são as inovações tecnológicas, onde a integração consegue maior produtividade e a qualidade assegurada no produto final. Para se ter uma ideia, antes de adquirir a nova impressora nossa grade de produção era de no mínimo uma semana, hoje não passa de 48 horas“, comemora.


Sobre a compra da impressora CD 102, Alexandre Machado, gerente comercial da Heidelberg, esclarece que, a Arcus estava procurando um equipamento semi-novo no mercado. “Porém após ver o desempenho da Speedmaster CD 102-5+L, uma das impressoras offset mais vendidas mundialmente pela Heidelberg, acabou mudando os planos. A diretoria da gráfica optou por investir em um equipamento novo, contando com o fato de que a CD 102 tem produtividade comprovada para atender os trabalhos promocionais, editoriais e também de cartonagem, imprimindo substratos que variam de 0,03 até 1,00 mm de espessura“, garante Machado. 

Panamericana Experience: um convite para viver a criatividade na prática

A Panamericana Escola de Arte e Design abre suas portas para receber a primeira edição do PAX - Panamericana Experience, uma semana inteira dedicada à criatividade. De 12 a 18 de agosto (exceto dia 13, em respeito ao Dia dos Pais), a unidade Groenlândia da escola, em São Paulo, receberá uma série de palestras e workshops sobre temas que permeiam os universos de arte e design.

Durante seis dias, a instituição de ensino estará de portas abertas para receber alunos, entusiastas e apaixonados por arte, design, moda, criação, animação, entre muitos outros temas que permitem desenvolver e fluir o potencial criativo de cada indivíduo. As atividades variam entre 50 minutos e 1 hora e 40 minutos de duração e alternam teoria e prática. Para participar, os interessados deverão fazer sua inscrição pelo site (http://escola-panamericana.com.br/pax-2017/) até o dia 18 de agosto, ou enquanto durarem as vagas.

“O PAX - Panamericana Experience é a concretização de um sonho antigo de fomentar a cultura de arte e design de forma democrática e inspiradora. Oferecer nossa estrutura para reunir tantos profissionais renomados para uma maratona de conteúdo é a melhor forma de fazê-lo. Nossa proposta é proporcionar um espaço de troca e inspiração, o que só é possível graças aos nossos professores e parceiros que acreditaram nessa ideia”, diz Alex Lipszyc, diretor-geral da Panamericana.

O evento conta com a participação de empresas, palestrantes, convidados e profissionais de artes visuais parceiros da instituição de ensino que compartilharão suas tecnologias e expertises. Empresas como a Adobe, que apresentará os segredos do vídeo e da animação 3D; a Faber Castell com o projeto Inspirarte, que ensinará diferentes técnicas de pintura e storyboard; a Pintar e o Atelier do Pássaro de Papel com oficinas de estamparia em camisetas, xilografia, iluminura; a VRGamer, que levará uma experiência de realidade virtual durante todos os dias do evento; a Wacom com ilustrações comic, sketches digitais e animações 2D; a Dedolight com iluminações especiais para diferentes atividades, inclusive para um show que acontecerá no auditório da Panamericana, aparte do showroom de equipamentos da empresa. Entre os convidados, o renomado fotógrafo Ricardo Hantzschel irá desenvolver oficina na Tenda Lúdica, além de professores da Panamericana que dividirão seus conhecimentos com os participantes do evento.


A primeira edição do Panamericana Experience integra a programação do Design Weekend,  um festival urbano que tem o objetivo de promover a cultura do design e suas conexões com arquitetura, arte, decoração, urbanismo, inclusão social, negócios e inovação tecnológica.

Flint Group Narrow Web e Flexographic Products unem forças e know-how tecnológico na Label Latinoamerica 2017

A Flint Group anuncia sua presença, pela primeira vez, na Label Latinoamerica 2017, que ocorrerá nos dias 21, 22 e 23 de Agosto em São Paulo.  Flint Group Narrow Web e Flexographic Products unirão forças para mostrar como impressores de etiquetas e convertedores podem definir suas estratégias futuras em um mercado dinâmico e cheio de desafios no stand #20.

“A Label Latinoamerica é uma grande ocasião para identificar oportunidades e desafios que o mercado está enfrentando e como nosso extensivo portfólio e oferta integrada de serviços poderá auxiliar em soluções eficazes de produção” comenta Fabio Ribeiro, Business Unit Director Narrow Web LATAM. “O time do Flint Group Narrow Web e nossos especialistas em soluções para flexografia, estarão disponíveis durante os três dias de feira, para apresentar nosso alto valor agregado e inovações tecnológicas”, completa.  


Davi Cardoso, Business Manager de Flexographic Products do Brasil, comenta: “O mercado latino-americano oferece um grande potencial de crescimento para a indústria de impressão de etiquetas. Nós estamos muito contentes e motivados em estar presentes na Label Latinoamerica 2017, pois teremos a oportunidade de conversar com os nossos clientes, aprender mais sobre os seus negócios e entender como o Flint Group poderá ajudá-los a desenvolver uma estratégia conjunta”.  

Instituto Pró-Livro abre inscrições para a 2° edição do Prêmio Retratos da Leitura

Estão abertas as inscrições para o 2º Prêmio Retratos da Leitura, organizado pelo Instituto Pró-Livro (http://prolivro.org.br) que, entre tantas iniciativas de fomento à leitura realiza a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil (veja a íntegra da pesquisa em www.prolivro.org.br), maior e mais completo estudo sobre o comportamento leitor do brasileiro.

Motivado pela missão de transformar o Brasil em um país de leitores e pelo compromisso de investir em ações para melhorar os indicadores de leitura revelados pela pesquisa, o IPL lançou a Plataforma Pró-Livro, com o objetivo de mapear, valorizar e difundir as iniciativas de incentivo à leitura que acontecem nos diversos rincões pelo Brasil afora. O Prêmio, lançado com a Plataforma, veio para coroar os melhores projetos, homenagear e estimular o intercâmbio de experiências promovidas por tantas entidades.

No ano passado foram contemplados projetos como Skoob; Expedição Vaga Lume; Companhia das Letras – Projeto Clube de leitura com remição de pena; Rede Bibliotecas Parque Estadual do Rio de Janeiro e Globo News Literatura. Para a edição de 2017, as inscrições vão de 07 de agosto a 05 de setembro. Vale lembrar que é preciso fazer a inscrição para concorrer ao Prêmio, mesmo que já tenha cadastrado o projeto na Plataforma. Para fazer a inscrição ao prêmio, cadastrar ou atualizar o projeto cadastrado, acesse a Plataforma Pró-Livro (www.plataforma.prolivro.org.br), leia o regulamento e siga as orientações.

Como no ano anterior, serão escolhidos projetos em quatro categorias: Empresas da cadeia produtiva do livro; Organizações Sociais; Mídia; Bibliotecas públicas e comunitárias. Uma equipe de especialistas fará uma seleção prévia dos finalistas e uma comissão de jurados elegerá três vencedores para cada uma das categorias. A entrega da segunda edição do prêmio ocorrerá em novembro de 2017.

Além de ser um reservatório de projetos de incentivo à leitura, a Plataforma Pró-Livro também possibilita o intercâmbio de informações, pois oferece espaço para fóruns de discussões, acervo digital de estudos, teses, publicações e artigos voltados à leitura, alimentado pelos próprios usuários e, também pela curadoria do IPL. Além de poder usufruir de notícias sobre o setor, acerca do prêmio e sobre outras inciativas da área de promoção de leitura, formação leitora e acesso ao livro.  “Esta ferramenta ainda é nova, mas tem muito a crescer e a acrescentar ao mercado, pois reconhece ações exitosas já em prática pelo Brasil e estimula mais instituições a incentivarem a leitura, alcançando um maior número de pessoas, para, em um futuro não muito distante, nos tornarmos uma sociedade que desfrute dos benefícios promovidos pela leitura”, completa Zoara Failla, coordenadora da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil e gerente executiva do Instituto Pró-Livro.


“O prêmio visa incentivar e dar visibilidade às iniciativas exitosas e fazer do Brasil um país de leitores”, conclui Luis Antonio Torelli, presidente do Instituto Pró-livro (IPL).